Basta uma rápida olhada ao redor das prateleiras das lojas de nutrição esportiva para notar que a creatina é certamente um dos suplementos mais procurados pelos atletas.

Ácido orgânico que tem um papel essencial na produção de energia nas células, a creatina tornou-se base da suplementação para hipertrofia muscular porque melhora o desempenho durante os exercícios, retarda a fadiga, aumenta a capacidade de foco e acelera a recuperação no pós-treino.

Em tempos de uso indiscriminado de esteroides anabolizantes e outras substâncias proibidas e recheadas de efeitos colaterais, qualquer ajuda natural para acelerar os ganhos na academia é bem vinda, não é mesmo?

O que é Creatina?

Quase que indispensável para quem pratica musculação visando a hipertrofia, a creatina é uma substância que também é produzida naturalmente pelo organismo a partir dos aminoácidos glicina, metionina e arginina.

Aproximadamente 2 g de creatina são absorvidos todos os dias pelo nosso organismo através da alimentação, sendo o restante de nossas necessidades obtido a partir da síntese feita pelo fígado a partir dos aminoácidos.

Por que Suplementar?

Cerca de 95% da creatina do corpo humano pode ser encontrada no tecido muscular esquelético. Cada quilo de massa muscular chega a conter de 3.5 a 4 gramas de creatina, embora possa estocar até 5 gramas do nutriente de uma única vez. Por esse motivo, fazer suplementação com creatina pode ser bastante eficiente, já que o limiar de saturação da musculatura ainda não foi alcançado através da alimentação.

E como boa parte das pesquisas sobre a creatina são feitas com base em uma dosagem de 5g do nutriente na musculatura, é quase impossível obter os mesmos benefícios da creatina citados em estudos se não houver suplementação.

Efeitos da creatina

Bom para quem pratica exercícios: A creatina tem por função regenerar o ATP (trifosfato de adenosina) no citoplasma celular. O ATP é a principal fonte de energia do organismo e por isso sua presença é essencial para o desempenho físico.

Quando há estoque de creatina, o que pode ocorrer por meio do suplemento de creatina, o indivíduo consegue manter o exercício por um período maior de tempo e com maior carga. Isso pode favorecer a hipertrofia muscular.

Benefícios da CREATINA

1 – Creatina Aumenta Força e Potência

A creatina é formada a partir da arginina e  glicina, serve como uma reserva de energia no corpo a curto prazo, no caso, o exercício intenso. Os estudos mostram que a creatina pode melhorar todas as medidas de desempenho de energia, incluindo agachamento e supino, saltos e sprint.

Como ela faz isso? Literalmente, aumenta os níveis de energia em seus músculos, aumentando a quantidade de fosfato, o que leva a uma maior produção de ATP. Você provavelmente se lembra da biologia fundamental que o ATP é a moeda de energia para cada célula. Sempre que você quiser que o seu músculo se contraia de modo que você pode levantar um peso ou correr até uma colina, você tem que gastar ATP.

2 – Aumentar o tempo de Exaustão e capacidade de Trabalho

Uma das melhores maneiras de obter os Benefícios da Creatina no desempenho esportivo é permitindo-lhe fazer mais trabalho, em menos tempo. Ela  também aumenta a quantidade de tempo que você pode executar exercícios em plena capacidade, sem fadiga!

Curiosamente, a creatina tem sido relatada a aumentar a excitação emocional para treinar e diminuir a sensação de um treino duro, o que é uma grande vantagem uma vez que todo mundo já teve dias em que a última coisa que querem fazer é treinar.

Em indivíduos previamente sedentários, tendo 15 gramas de creatina por dia, durante 5 dias resultou em 4 a 5 por cento da capacidade de aumento de trabalho feito em um teste de sprint. A creatina também beneficia atletas treinados. Velocistas de elite que fazem a ingestão durante 6 semanas realizavam maior trabalho total e tiveram maior potência de pico do que um grupo placebo.

3 – Composição do corpo melhor / menos Gordura Corporal

Tomar creatina pode melhorar a qualidade do seu treino, o que pode levar a um maior gasto de energia durante o treinamento e no período pós-exercício.

Simplesmente, aumentando a intensidade e volume, você é capaz de aplicar maior sobrecarga.

Além disso, estudos mostram consistentemente que a creatina pode dobrar os ganhos musculares durante o treinamento para a hipertrofia.

4 – Menos Sarcopenia

Os dois fatores fisiológicos principais associados com o envelhecimento são:  a perda de força e massa muscular. Como perdemos força, nossa coordenação é reduzida e nos torna mais propensos a tropeçar, cair e ferir-nos.

Outro efeito colateral da perda de força é que nós nos tornamos menos ativos e perdermos músculo. Com a perda de músculo ,vem a perda óssea e ganho de gordura. Isto leva a uma cascata de alterações metabólicas negativas que aumentam o risco de doenças e nos tornam mais propensos a ter diabetes, doença cardíaca e pressão arterial elevada.

5 – Ossos mais Fortes

Um dos maiores riscos para a saúde à medida que envelhecemos é a perda óssea. Embora o treinamento com peso pode reduzir a perda óssea com o envelhecimento, a realidade é que as pessoas mais velhas raramente treinam  intensamente o suficiente para travar a redução da densidade óssea.

Tomar creatina em conjunto com treinamento de peso resolve este problema. Por exemplo, quando os homens idosos tomaram creatina em conjunto com treinamento de peso durante 12 semanas, eles aumentaram o conteúdo mineral ósseo significativamente mais do que um grupo placebo.

6 – Menos Depressão

Aumentar os níveis de creatina parece ser capaz de melhorar os níveis de neurotransmissores, tais como dopamina e serotonina.

7 – Menos Fadiga

A falta de sono influencia todos os aspectos da sua vida, alterando o controle de açúcar no sangue, aumentando o hormônio do estresse, o cortisol e reduzindo significativamente o tempo de reação e função cognitiva. Não somente pode melhorar a capacidade de trabalho, como também pode superar os efeitos da privação do sono.

Cientistas observam que a creatina não aumenta os níveis de cortisol, tornando-se preferível a cafeína para superar a privação do sono.

8 – Melhora o Metabolismo

A suplementação com creatina é geralmente segura para os diabéticos e foi encontrada para melhorar a saúde metabólica. Num estudo de não diabéticos e sedentários, aqueles que tomaram creatina reduziram a resposta de açúcar no sangue para 11 a 22 por cento.

Um segundo estudo descobriu, que os diabéticos que haviam suplementado com 5 gramas de creatina, enquanto realizavam um programa de exercícios por 12 semanas, melhorou significativamente o controle glicêmico e baixou sua hemoglobina glicada em uma média de 7,4 a 6,4. Os marcadores relacionados com a sensibilidade à insulina também melhoraram.

Os investigadores pensam que a creatina melhora a saúde metabólica, aumentando as vias de sinalização que permite que o corpo a queime o açúcar para a energia.

9 – Melhora da Cognição

Seu cérebro consome mais energia do que qualquer outro órgão humano, sendo responsável por até 20 por cento do consumo total de energia do seu corpo. A creatina é uma fonte de energia essencial para o cérebro, pois fornece energia “rápida”.

A creatina é neuro protetora em condições neurológicas ou qualquer função cerebral reduzida. Os vegetarianos têm um déficit de creatina e uma série de estudos mostram que a suplementação pode melhorar o desempenho em testes cerebrais.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s